Posts Tagged ‘Atividade Prática’

 

Faz cem anos que o meteorologista e geofísico alemão Alfred Lothar Wegener apresentou a sua Teoria da Deriva Continental.

As turmas de 7.º ano recriaram algum do trabalho realizado por Wegener.

 

 

Podes fazer o mesmo…

 

 

Os alunos da turma PCA2 da Escola EB1  nº1 de Camarate comemoraram o Dia Nacional do Mar com a realização da atividade prática “Explorador de praias”.

A atividade foi desenvolvida em torno das seguintes questões: Que praias já visitaste? Qual a sua localização no mapa de Portugal? As praias são todas iguais? Porque razão a areia é diferente em diferentes zonas do país? Como se forma a areia? Quais as causas/ consequências da poluição nas praias? Como podemos evitá-la? O que distingue os seres vivos dos seres não vivos? Quais os seres vivos que podes encontrar nas praias? …

Professoras: Carla e Patrícia

As turmas 5ºD e 5ºE realizaram a atividade prática “Explorador de praias”.

Observaram, identificaram e desenharam alguns materiais que encontraram na areia da praia, como por exemplo, pequenas rochas, vestígios de seres vivos e vestígios da intervenção humana.

Os vestígios da intervenção humana originaram um debate sobre as consequências do lixo que fica na areia das praias, nomeadamente a poluição do mar que provoca a morte de muitos seres vivos.

Em véspera de Halloween, as bruxas veteranas ensinaram os seus aprendizes a preparar o caldeirão para a grande festa!

Atividade experimental “ESPUMA NO CALDEIRÃO” realizada pela turma PCA2 da Escola EB1  nº1 de Camarate.

 

PROTOCOLO_ESPUMA NO CALDEIRÃO

 

 

(professoras Carla e Patrícia)

Às quintas-feiras, os alunos das Turmas PCA A e B da Escola EB1 n.º1 Camarate, são cientistas.
O projeto consiste em articular os saberes a lecionar, no programa de Estudo do Meio, e implementar atividades experimentais e/ou lúdicas de Ciências.

Pretende-se orientar os alunos destas turmas, com características muito particulares, a descobrir as respostas para questões relacionadas com situações do quotidiano, tais como: Por que é o céu azul?; Como é que os aviões voam?; Como se forma o orvalho?… Estas são algumas, entre tantas e tantas questões.

No dia 9 de fevereiro, com o objetivo de ilustrar o efeito da tensão superficial da água, os alunos das turmas PCA da escola EB1 n.º1 de Camarate, realizaram uma competição de peixes de papel.

Antes de iniciar o grande desafio, os alunos coloriram e impermeabilizaram os peixes de papel recorrendo a lápis de cor e fita adesiva. De seguida, colocaram, lado a lado, os peixes cuidadosamente sobre a superfície da água em tabuleiros longos.

A parte mais divertida ficou para último, deitar uma gota de detergente no furo central do peixe. E, em poucos segundos ele começou a mover-se sobre a superfície da água.

A explicação do movimento do peixe advém da diminuição da tensão superficial (a tensão superficial é uma propriedade dos líquidos que causa uma espécie de contração na superfície formando uma fina pele elástica), dado que o detergente diminui a tensão superficial da água no furo e se espalha pelo corte longo formando um jato que impulsiona o peixe.

Se está curioso em saber quem foi o grande vencedor visualize o vídeo.


Contributo das turmas PCA A e B – Prof.(as) Sónia R. e Carla C. (EB1 nº1 Camarate) / Paulo Jesus (EB 2,3 Mário Sá Carneiro)

No dia 31 de Janeiro de 2012, os alunos da turma G do 2º ano, do Centro Escolar Quinta das Mós, foram cientistas por umas horas.

No âmbito do projeto Círculo Mágico, com o tema “TERRA- um planeta para todos!”, e com o objetivo de descobrir como é o nosso Planeta Terra, os alunos quiseram saber como entrava em erupção um vulcão e porque acontecem as erupções.

Assim, a partir da chuva de ideias de como é o Planeta Terra, chegou-se aos vulcões e à tão esperada experiência.

Antes da realização da experiência, vimos o material que seria necessário e os reagentes a utilizar. Fizemos o respetivo registo, na folha do relatório da experiência e começámos a construir o nosso vulcão.

A professora foi tirando fotografias ao que íamos fazendo e depois fez um pequeno filme com a nossa pequena aula de laboratório.

Após terem sido introduzidos os reagentes todos, vimos que começava a sair “lava” de dentro do nosso vulcão.

Essa foi a parte mais fixe!!

Contributo da professora Sandra Gomes – Centro Escolar Quinta das Mós.